domingo, janeiro 7

1-2007: O Ano entrou frio

A geada por aqui tem várias desigações:
ruça, códão, carambina ...

Em primeiro lugar desejo um Bom Ano a todos!

De regresso a este cantinho do convívio virtual, não resisto a mostrar duas imagens de um tempo triste que marcou o período entre o Natal e o Ano Novo, salvo pelo calor da família.
Os primeiros dias do ano foram amenos, mas as noites geladas. Pela manhã os campos apresentavam-se assim, cobertos com uma capa branca. Tamanha geada já há anos assim não via por aqui.
Como diz o ditado: calças brancas em janeiro é sinal de pouco dinheiro.
Vale isto para dizer que a malta, sem agasalho adequado, armados em heróis, de peito aberto a enfrentar este frio que, ao mínimo descuido, leva qualquer um a ficar de molho.
Foi o meu caso. Apanhei uma mormeira tão valente que me deixou atafonado por uns dias.
E quando uma pessoa vem à rua limpar do catarral, ainda gozam.
- Tchegas aqui, apanhas logo tudo o que vês e odepoi queixas-te. Atão tu no sabes qu' im apanhando c'uma ruça destas, um homa já se vai abaxo?
Mas quem por aqui vive e sofre na pele a dureza desta intempérie, trazida pelos ventos que perpassam a Serra da Estrela e a da Gata (espanhola), sobretudo durante a apanha da azeitona, a este frio reconhece-se-lhe enorme utilidade em muita coisa: retempera as carnes do fumeiro, amacia e estabiliza o vinho na adega e, quando a geada entra na camada superficial da terra, é um excelente pesticida para dizimar a bicharada que ataca as culturas.
Também há quem diga que o frio intenso proporciona o aconchego dos corações.

22 comentários:

Anónimo disse...

As fotos são bem bonitas, quanto ao frio, " é tempo dele", como se diz aqui na minha terra. Boa semana.

Joaquim Baptista disse...

Em locais abrigados, como Idanha-a-Velha, o fenómeno da geada ainda foi mais intenso. Parecia um nevão.

Bom Ano e um Abraço

Joaquim

Eddy Nelson disse...

Caro Chanesco

Fiquei a conhecer mais três termos referentes à geada do tão rico lexico dos Toulões.Quanto ao frio que se fazem sentir nas manhãs de Janeiro, convém duplicar o agasalho como dizem os pastores...

um abraço

That's me disse...

As fotografias estão um apetite ... desejo as tuas melhoras. Como prometi, cá vou visitando as tuas notícias de Toulões. Continuação de boa escrita e um Novo Ano de sucessos!!

Kaos disse...

Espero que já esteja bom dessa maleita que te afectou. Também desejo para ti um bom ano e que tudo de bom te aconteça.
um abraço

MPS disse...

Que bela carambina! - pensei mal vi as fotografias. E lá vinha a palavra a seguir;
lia os contras da geada e pensava: "mas mata a bichagoura!" E, mal tinha pensado, já estava a ler o mesmo.

Ou seja: o Chanesco deixou-me com pouco para dizer!

Um abraço e bom ano, porque o frio de Janeiro fará bem ao ano inteiro!

Tozé Franco disse...

Excelentes imagens, bom pedaço de prosa.
Bom ano de 2007.
Um abraço.

Leonoretta disse...

embora tivesse gostado de todo o texto prendo-me especialmente no ultimo paragrafo. o clima determina o ser do individuo. é por isso que em lisboa, onde quase que não se sente o frio, as pessoas são tao cinicas umas para as outras.

abraço da leonoreta

Leonoretta disse...

embora tivesse gostado de todo o texto prendo-me especialmente no ultimo paragrafo. o clima determina o ser do individuo. é por isso que em lisboa, onde quase que não se sente o frio, as pessoas são tao cinicas umas para as outras.

abraço da leonoreta

Leonoretta disse...

embora tivesse gostado de todo o texto prendo-me especialmente no ultimo paragrafo. o clima determina o ser do individuo. é por isso que em lisboa, onde quase que não se sente o frio, as pessoas são tao cinicas umas para as outras.

abraço da leonoreta

Ana Ramon disse...

Eu gosto do frio. Dou-me melhor com ele do que com aqueles dias de 40º à sombra. E também já estava desejosa da sua chegada a ver se acabava a praga de moscas deste ano e das lagartas que me andavam a comer as couves todas :) Além disso é muito agradável e aconchegante, terminar a tarde em frente de uma lareira bem quentinha. Espero que esteja melhor da gripalhada. Um abraço

Anónimo disse...

Aqui em Leiria, às vezes também cá chega a geada. Este ano demos por ela, mais ou menos pelos fins do ano, por alturas do Natal.
A última vez que a vi a sério, foi para aí há uns 7 anos talvez. Chegou a quase 1cm de espessua o gelo formado num balde com água. Foi giro, principalmente para os meus netos que cá estavam em casa. Tenho uma foto do "acontecimento".
Gostei da forma pedagógica como apresentou o tema. Talvez que a "Leonoretta" tenha razão, estes rigores de vida talvez ajudem a forjar o carácter rijo dos Beirões do interior.
Um grande abraço e BOM 2007
António
* Hoje está um frio de rachar.

MaD disse...

Caro Chanesco
Certamente que essa mormeira já está de fim de resto porque o calor que a Arca Velha emana compensa sobejamente o frio deste princípio de Janeiro.
Por aqui não temos muito que nos queixar. Nestes dias soalheiros como hoje, a temperatura é até exagerada. Ao sol, porque à noite também arrefece um bocadinho.
Um abraço e boas melhoras.

Anónimo disse...

Que bom que o frio sirva para tanta coisa útil por aí. Na cidade serve para o pessoal andar mal disposto e queixar-se de tudo. E pelo teu último parágrafo, percebo as ligações "diferentes" que têm as pessoas do interior. Sujeitas a dificuldades que enrijecem o carácter e as torna mais solidárias. As tuas melhores, as fotos estão tão lindas... Abç

Anónimo disse...

Um bom ano tambem para o meu amigo e todos leitores:
Na minha terra o "codao" e a geada mais severa aquela que ate faz levantar o solo!

Nos pelas terras de Algodres, temos o frio, seco e famoso "vento suao", que sopra de terras de Espanha. Por isso e que o povo diz: "de Espanha nem bom vento nem bom casamento", de casamento nada sei mas esse vento bem podiam ficar com ele, que nos nao fazia falta.

Um abraco de amizade

Jofre Alves disse...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto.

Jorge G disse...

Adorei este edacinho de prosa, e como gosto imenso do frio, que também acho que retempera as carnes e esfria o juízo, senti-me aí, convosco.

Um abraço e outro para a raia.

little_blue_sheep disse...

:)

bom ano!

Anónimo disse...

Viva!
É sempre reconfortante visitar a sua arca, mesmo com um tempo de regelar que talvez um bom naco de presuntoe um copo de vinho resolva.

Um Bom 2007, com bons Sois e algumas Geadas

chuvamiuda disse...

..............

Assim é Amigo,

eu um beirão arredado por agora desses frios, sei bem do que falas

espero que te recomponhas rápido e que 2007 te sorria

..................

Abraço e boa semana

Isabel Magalhães disse...

'sincelo'... não se usa por aí? :)




Obrigada pela visita ao meu espaço e espero que entretanto a 'crise' já esteja passada! :)

abraço.

manuel maria disse...

Há lá geada como a dos nossos campos?