terça-feira, agosto 5

14-2008: TOULÕES EM IMAGENS

De regresso após esta prolongada ausência, sem nenhum escrito para editar, deixo aqui uma serie de fotos de Toulões que, de certo modo, ilustram um pouco de como era, e como é ainda, a aldeia.

Esta imagens ficam à inteira disposição de quem as quiser copiar, incluindo o autor do site da Câmara de Idanha-a-Nova, que poderá daqui retirar uma que substitua a que lá ilustra a freguesia de Toulões.
UM ABRAÇO A TODOS E ESPERO QUE DISFRUTEM.
Igreja matriz, construída em 1953 e intervencionada em finais dos anos 70 para acrescento da torre, a fim de albergar o relógio.

Panorâmica da aldeia, com a serra da Morracha em fundo, vista de um campo de tremocilha.

Rua da igreja do adro para cima.
A casa em primeiro plano está à venda. os ineressados podem clicar e cima da foto para ver o contacto. Juro que não tenho comissão e, mais que provável, o dono nem sequer sabe deste anúncio grátis.

Rua da Igreja a Sul da dita

Largo da "Gabine"



Sobreiro com um "braço" decepado por uma peste.

Casa com painel de ajulejo com motivo característico do Bordado de Castelo Branco



Sede da junta de freguesia com uma arquitectura a romper com o modelo tradicional.

Sede da Junta (tardoz)

Janela com guarnição em "cantaria"

Portal de entrada da Quinta do Moscão
(por aqui sai todos os anos um dos melhores nectares de Baco)

"Cancelão" amarelo no Vale de Junco

Se uma das regras da economia na construção é utilizar materiais da região, esta parede é um bom exemplo. Nela foi utilizada pedra de xisto, gorrão, cantaria e até caliça aptroveitada da abertura de um poço.

Esta pasteleira é quase um ex-libris a fazer juz ao dono.

Memórias do lagar do Vale das Vacas

Outras memórias de uma casa de habitação. Com os paus onde se punham as varas do fumeiro, o louceiro, o descanso do candeeiro, a "bureca" dos arrumos, o moirão e a pilheira e no lugar do lume esterlicam as foniscas de uma moita de erva bravia.
Casa antiga, quase com 100 anos, de fachada recuperada com esmero. Numa ombreira nota-se o efeito do tremor de terra de 1964 (por aí) que causou grande susto a uma grande parte da população toulonense.







Rua no Carriçal

Poço de onde brota um bem robusto salgueiro, reflectindo bem o completo abandono a que estão votados os campos.


E pronto... outra corrida outra viagem!

30 comentários:

Rosario Andrade disse...

Bom dia!
Adorei as fotos!... Touloes emana simpatia. Tenho pena de não ter conhecido a aldeia quando trabalhei em Castelo Branco
Imagino que deve estar um calorzão por ai! É uma das coisas que não sinto saudades nessa regiao!

Beijicos

MPS disse...

Meu caro Chansco

Bons olhos o vejam e muito bons ventos o tragam! As saudades que por aqui havia!

Desta feita, em vez de palavras deu-nos a saborear belas imagens. Toulões é um encanto. É sempre bom termos o olhar guiado pelos olhos de quem ama a sua terra: vemos melhor.

A mim só me ficou uma dúvida: é mesmo aquela, a data da construção da igreja?

Um abraço

Chanesco disse...

Em primeiro lugar quero pedir desculpa à Rosário e à MPS por vos ter induzido a comentarem um post inacabado (supostamente não deveria estar visível) o que me obriga agora a fazer "batota".

MPS - Respondendo à sua dúvida, a data é mesmo essa. A Igreja foi contruída no local onde existia uma outra que, por falta de condições, foi demolida.

Um abraço a ambas!

Sophiamar disse...

Uma freguesia que merece uma visita.Excelentes as fotografias.
Um abraço

al cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
al cardoso disse...

Lindas imagens da sua linda terra!
Para condizer que tal uma nova pintura na placa de boas vindas?!

Um abraco de amizade dalgodrense.

Meg disse...

Querido Chanesco,
Mas que grande ausência!
E trazes-nos imagens desse interior para onde nos apetece tantas vezes fugir. Agreste por vezes, mas genuíno e acolhedor.
Um abraço

as-nunes disse...

Vistas de encher o olho (os olhos). Bom gosto e vontade de apresentar a terra a preceito.
É bem bonita e as fotos também hão-se ajudar um bom bocado. Muito bem conseguidas, sim senhor.
Este último fim-de-semana também fui à minha terra: Casal, Ribafeita, Viseu. Tenho algumas fotografias que também estou a pensar publicar, talvez ainda hoje.
E fiquie a saber que na capela existe um oratório oferta de um tio e padrinho da minha mãe (hoje com 84 anos) e qye se chamava A.A.S. - tal como eu deveria ter ficado registado. Mas não, porque os registadores diziam que já havia muitos António Almei Santos na terra. E depois, qual seria oproblem? O pessoal encerregava-se rapidamente de os distinguir rapidamente com umas alcunhazitas.
Um abraço, Chanesco
António

Romeu disse...

Atão agora andamos ao despique a fotografar as mesmas portas?? Bom gosto , é o que é! E como diz o ditado: les beaux esprits se rencontrent, né?? Ainda bem que não desististe, cachopo!
Também gostei muito de te rever.
E vai voltando às raízes, porque é lá que renovamos a seiva que nos aguenta.
Vá...continua lá a escrevinhar que a malta gosta!

Jorge P.G disse...

Meu finalmente regressado amigo:

Fiquei a conhecer Toulões! Pelo menos, no que de mais autêntico e belo terá.

Obrigado.

Um abraço para si.
Jorge P.G.

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Fiquei satisfeito por encontrar aqui e agora novo artigo, para mais com esta qualidade, a fazer crescer água na boca! Uma delícia, onde tudo brota em total sincronia, para nosso deleite pessoal. Fica, assim, justificado, se fosse preciso, o grande prazer que tenho em visitar esta magnífica página, das melhores que conheço! Boa semana com tudo de bom!

Tozé Franco disse...

Olá Chanesco.
Parabéns pelas fotografias. Além da beleza da terra há também a arte do fotógrafo.
Um abraço.

bettips disse...

Que bonito, teres escolhido esta prosa de poemas em Toulões. (E que patos bravos a desenhar casas para "junta" e a escolher fotos para dísticos! francamente...)
Seria assim difícil recuperar uma casa, plantar um jardim?
Um abraço para os contrafortes da nossa terra!
(o terramoto foi em Fev de 1969...!!!)

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Passo para rever estas fotografias e desejar boa semana com tudo de bom. Bem-haja pelo seu magnífico blogue.

Eddy Nelson disse...

como eu conheço fragmentos deste percurso!!! vale a pena o deleite!

um abraço

MPS disse...

Meu caro Chanesco, a falta que nos faz!

Quanto à igreja, é extraordinário como conseguiram construir um edifício novo que apresenta tantos sinais de vetustez!

Um abraço e saudades.

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

Como não havia artigo novo, deliciei-me com este, embora já visto, é uma maravilha fotográfica e etnográfica que se rev~e com pleno agrado. Boa semana com tudo de bom.

MPS disse...

Então, meu amigo Chanesco, nem cinco minutinhos para dedicar aos amigos que, embora não tendo rosto, o não são menos por isso?

Espero que esteja tudo bem consigo

Um abraço

C Valente disse...

Passei e deixo as saudações amigas

C Valente disse...

Passei e deixo as saudações amigas

Jofre de Lima Monteiro Alves disse...

É com grande prazer que passo por aqui, depois duma pausa de algum tempo por motivo de doença dum ente querido. Venho ver e apreciar este excelente blogue, uma página de grande qualidade, das melhores que visito com grande prazer. Boa semana com tudo de bom.

Carlos Ponte disse...

Descontando, talvez, a igreja e a sede da junta que mais parecem obras de um nosso conhecido engenheiro desses lados, o restante, francamente, gostei.
Um abraço.

Jofre Alves disse...

Venho apreciar este magnífico blogue - um dos que mais aprecio pela qualidade - e desejar um santo e Bom Natal e um Próspero Ano Novo, tudo cheio das maiores felicidades, repleto de esfusiante alegria, com tudo de bom, com muito bacalhau e rabanadas minhotas. Já agora, creia que sinto imenso a sua ausência da blogosfera, espero que esteja tudo bem.

al cardoso disse...

Votos de umas excelentes "Festas" e um abraco dalgodrense.

Tenho saudades de novos posts!

Anónimo disse...

Nao tenho por habito ver blogues,e muito menos de comentar, mas por procurar algo sobre touloes vim aqui parar e nao consegui evitar deixar a minha "pegada"! A aldeia faz parte da minha (ainda) jovem vida, e está muito bem retratada por si! quero apenas dizer que gostei muito do seu trabalho, as fotos estao magnificas, e é sempre bom ver algo com que nos identificamos, da-nos uma satizfaçao que nos faz muito bem.

felicidades!
e um OLA a toda a gente de touloes!

AnaT disse...

Bela colecção de portas... Obrigada pela partilha

manzas disse...

Interessante blogue!
Voltarei mais vezes…

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não brilhará
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou a carta será
Lacrada.

O eterno abraço...

-MANZAS-

Voador disse...

Um local a visitar, semn dúvida!

Parabéns pelo blog!

Ricardo disse...

Foi bom rever ruas e casas conhecidas. As minhas férias na infância e adolescência foram passadas em Toulões. É impressionante a forma como a terra nos marca. Parece que vejo o meu avô e avó a andar por essas ruas e eu sempre na rambóia com os meus irmãos, primos e amigos.
A igreja é mesmo de meados da década de 50. A minha mãe ainda hoje me conta que foi a primeira a ser lá baptizada!
Também assisti a muitas festas nela: as procissões, casamentos, baptizados...
Obrigado pelo despertar nostálgico.

Ricardo disse...

Caro Chanesco,
Obrigado pelo comentário no "como vai a saudinha".
Toulões é a terra da minha mãe, dos meus primos e tios que ainda lá vivem. Numa das tuas fotografias consigo até ver a casa dos meus tios. Vivo em Setúbal, mas nunca me esqueço - é impossível fazê-lo - dos Toulões.
A Terra da Eira, o Fontanhão, a horta do caminho de Alcafozes, A Horta da Loba, os Amarelos...
Locais onde estão alguns dos terrenos do meu avô que agora, infelizmente (reconheço que também tenho responsabilidades), estão ao abandono.