sexta-feira, julho 27

18-2007: FESTAS DE TOULÕES

Para todos quantos aqui chegam dando-me o prazer da vossa visita, mas, no caso, especialmente para os vizinhos, aqui deixo o cartaz das festas de verão deste ano com o respectivo programa do qual destaco três momentos:

PRIMEIRO (Sábado - 17:30h)

Faz também parte do programa das festas um momento cultural com o lançamento do livro "Cancioneiro de Toulões" pelo nosso conterrâneo Manuel Antunes Marques.
Imaginando o conteúdo desse livro, deixo uma das décimas desgraçadíssimas criada pelo ti Zé Louro, dita e cantada durante anos pelo povo de Toulões, tendo chegado até hoje como abaixo se regista.


Houve uma grande zaragata
Nos termos da nossa terra
Não quis acudir ninguém
Ao caminho de Salvaterra
O Ribeiro do Malhão
Como é bruto e revoltoso
Deu uma sova no Raposo
E esfaqueou o Barrocão
Na eira do Fontanhão
Espetou cem vezes a faca
Depois com uma estaca
Quis destripar as Lameiras
Então lá no Vale das Eiras
Houve uma grande zaragata

O Malhadil da Barronceira
Deu uma sova no do meio
Esperaram pelo correio
E foram dar parte à Zebreira
O Ribeiro da Feiteira
Mais bravo que uma fera
Cortou a cabeça à Serra
E um braço ao Serralhão
Houve grande revolução
Nos termos da nossa terra.

Archelona e Muro de Barro
Ao formarem novas herdades
Chincaram os olhos aos Frades
Lá prá Horta do Catarro
O Vale das Vacas veio num carro
E veio o Agulhão também
Porque o Vale das Azedas tem
Dez facadas na barriga
Corre o sangue à Toula arriba
E não lhe acode ninguém

Lá anda o Malhadil Cabeiro
Aos pontapés nas Lágrimas
Lá andam as Fontainhas
À bulha pelo Barreiro
Viu-se também o Chão Cimeiro
Aos Direitos fazer guerra
Mas ao ouvir gritar a Serra
Fugiu e anda a monte
Foi visto no Chão da Fonte
Ao Caminho de Salvaterra.


SEGUNDO (Sábado 19:30h)


O tradicional porco no espeto.


É tão bom que estou à vontade para garantir:

"NEM O TOUCINHO CÁ FICA!".

TERCEIRO (Todo o resto da festa)

A animação e a boa disposição estão garantidas. Para além dos artistas que constam do cartaz, estarão também presentes (por ordem alfabética): Emanuel, Mónica Sintra, Quim Barreiros, Quinzinho de Portugal, Rute Marléne, Vários Acordeonistas, etc., todos eles constantes do repertório em CD do Sr. Esteves (o homen da aparelhagem).
Fica aqui um aviso aos artistas participantes.
Dado ser tradição dançar o fandango durante o arraial, aquele que for solicitado e não o saiba tocar, para além de não receber, ser-lhe há apichada a canalha e será encorrido até ao leque da Zebreira.

BOAS FESTAS E BOAS FÉRIAS A TODOS, ... EU TAMBÉM VOU!

15 comentários:

asn disse...

Caro Chanesco
Tenho andado por aí, como dizia um snr., que já foi 1º ministro de Portugal, já a receber pensão de velhice (não sei se será assim que se chama esse subsídio que lhe foi atribuído, com 50 anos, para o resto da sua vida salvo aumentos especiais) e distraído, ainda por cima.
Ora então Festa da rija!
Por sinal, nas duas freguesiass a que estou mais ligado, haverá Festa no princípio de Agosto e nos dois casos em honra do Santíssimo Salvador, que se diz que é Jesus Cristo!
Boas Férias, Chanesco
António

C Valente disse...

Bonita promoção á terra , mostrar aos outros o que para eles é desconhecido, como é o meu caso, talvez passe por lá para saborear esse leitão. Qual o melhor percurso saindo de Lisboa
Saudações

Tozé Franco disse...

Caro Chanesco:
Não é possível enviar um bocado de porco no espeto por mail? Não! Eu já estava desconfiado, mas enfim, quem não arrisca não petisca.
Um abraço e umas boas férias.

C Valente disse...

Eu é que agradeço, da minha parte sempre ao dispor
Saudações amigas

Eddy Nelson disse...

Caro Chanesco,

Fiquei deliciado com esta poesia popular tão evocativa do imaginário dos lugares e das gentes..

um abraço raiano e boas férias

nabisk disse...

Boas férias e boas festas,fica um pouco longe da minha aldeia mas...
logo se vê.
Um Abraço

Jofre Alves disse...

Agosto é tempo de romarias e de festa rija, mas neste blogue é tempo de ainda mais responsabilidade e trabalho na divulgação das nossas antigas tradições, no porco, e na poesia tradicional. Uma maravilha, um deleite. . Boa semana.

al cardoso disse...

Que pena estar tao longe, porque o programa promete, que tenha umas optimas ferias e festas.

Ja agora, entao o Santo Antonio nao devia ter sido em Junho?

Um abraco do Al d'Algodres.

Meg disse...

Sempre na expectativa de novos textos sobre as nossas tradições, com a qualidade a que nos habituaste.
Um abraço de

C Valente disse...

passei por aqui para cumprimentar, isso é que são férias.
saudações amigas

J.G. disse...

Faz-me muita confusão esta coisa de matanças, confesso.

Desejo umas óptimas férias.

Um abraço.

Ana Ramon disse...

Ola Tal como j.g. tambem detesto a festa da matan�a embora nao seja apoiante de se comerem os animais ainda vivos. Mas que a vossa festa promete, isso promete. Fiquei a pensar que esses artistas que referes de certeza que nao irao receber pagamento nenhum... essa coisa do fandango, é forte!
Um abra�o e boas ferias

Chanesco disse...

Após uns dias de férias longe do blogger estou de volta e quero aqui agradecer a vossa visita.

Apenas uma nota explicativa ao Jorge e à Ana Ramon.
O porco que é assado no espeto não é morto no recinto, como se de uma tradicional matança se tratasse. Por imposição legal o porco é morto no matadouro, mas adquirido inteiro e já limpo.
Na festa apenas é preparado para ser posto a assar.

Uma abraço Raiano

Anónimo disse...

Cá eu arregalo-me marfando umas marguedas, uns gachos e uns pechêgos. Putras cousas mapogentam como levar uma chamicêreda e uma arrochada. Sou dos S´talonge e tamêm gosta da tralha. Estejam com Deus.

ANTONIO LOPES disse...

SUGESTÕES PARA AS VOSSAS CONCEITUADAS FESTAS / 2009:
LUCAS & MATHEUS, LÉO & LEANDRO, DANIEL, ENRIKE, BANDA CORAÇÃO SERTANEJO, AGRUPAMENTO MUSICAL IVASON E AUDIÇÃO BAND. Consultem por favor o nosso site: www.alproducoes.com e o blog: www.alproducoes.blogspot.com Contactos: e-mail: antonio.alproducoes@gmail.com, telem: 913729192, António Lopes.
Nota: Agradecia o favor de acusarem a recepção deste texto. Resposta para o endereço electrónico aquí expresso.